PRINCIPAIS SINTOMAS

Quando a articulação do quadril inicia o processo de artrose ela dói. A exposição do osso logo abaixo da cartilagem acontece e ali existem terminações nervosas. A fricção entre as duas superfícies já não é normal, nem livre. Como resultado disso, enzimas são liberadas pela degradação da cartilagem e muitas vezes inflamam a articulação, provocando mais dor ainda. Excesso de líquido sinovial reacional pode ser produzido e consequentemente há derrame articular e edema junto com os sintomas.

Conforme a articulação vai ficando mais rígida, os músculos também vão tendo que fazer mais força para mover a articulação e isso também é doloroso. Quando a junta está muito inflamada pode haver dor mesmo quando em repouso. Anatomicamente, o quadril está na região profunda da virilha e por esse motivo a dor inguinal (na virilha) pode ser o primeiro sintoma do quadril artrósico.

Esta dor pode irradiar-se para fora, na lateral do quadril ou ainda posteriormente na coluna, além de poder provocar dor no joelho. Muitas vezes o primeiro sintoma de artrose no quadril é a dor no joelho, que pode enganar muitos especialistas. Quando a dor vai abaixo do joelho, geralmente não é o quadril quem dói. Deve-se pesquisar afecções da coluna lombar ou dor de origem vascular.

Quanto à ocorrência da dor, pode doer a qualquer momento. Muitas vezes pode acontecer após períodos prolongados na posição sentada, andando ou em quaisquer outras atividades que colocam sobrecarga mecânica na articulação como dobrar, torcer, correr ou subir e descer escadas. As vezes a dor pode ocorrer espontaneamente, sem nenhum fator que a provoque inclusive ocorrendo a noite, despertando o sono. Na progressão da artrose a dor pode tornar-se constante e contínua, não aliviada pelo repouso, por mudanças de posição ou por medicamentos. Quando não mais se tolera a dor é hora de realizar a prótese no quadril.

Junto com o sintoma doloroso pode acontecer claudicação ou seja, mancar. Quando uma pessoa manca isso ocorre principalmente pela dor, mas também pela deformidade ou encurtamento causado pela artrose ou mesmo pela rigidez muscular em torno da articulação. Frequentemente o enrijecimento articular também causa dificuldades para fazer coisas que antes eram fáceis por exemplo, flexionar-se para pegar objetos no solo, entrar e sair do carro ou levantar-se de uma cadeira mais baixa, cortar as unhas do pé, colocar as meias ou amarrar sapatos.

Com a piora, subir e descer escadas pode ser difícil, fazendo com que o corpo se adapte, subindo a escada com o lado bom primeiro e descendo protegendo-se com o lado ruim primeiro. Fora todos esses sintomas, muitas vezes iniciam-se barulhos como estalos em volta do quadril. Isso ocorre por osso em contato direto no osso e chamamos isso de crepitação. Às vezes, a irregularidade de uma superfície óssea em relação a outra em contato anormal pode causar travamento articular momentâneo e ser bastante doloroso.

Share This