PERÍODO PRÉ-OPERATÓRIO – ANESTESIA

A anestesia para a realização da prótese no quadril pode ser geral, regional ou ambas. Geral é a anestesia onde o paciente está completamente dormindo e a regional é aquela onde o paciente está acordado, mas a parte inferior do corpo fica insensível. Cada uma tem suas vantagens e o médico que a aplica é o anestesista, médico que faz 3 ou 4 anos de residência e especialização nesta área.

O paciente normalmente encontra o anestesista da equipe algum tempo antes da operação. Este perguntará sobre sua história, querendo saber se já recebeu anestesia anteriormente, se teve ou não problemas ou se tem ou não alergias, além de observar os exames de laboratoriais requisitados. Um acesso venoso será iniciado e poderão ser ministradas medicações pré-anestésicas, como sedativos antes da ida ao centro cirúrgico.

Uma vez na sala operatória, o anestesista ou a enfermeira posicionará aparelhos no seu braço e no dedo, além de eletrodos no tórax para monitorização dos sinais vitais como pressão arterial, batimentos cardíacos, eletrocardiograma e a oxigenação.

Share This