ORIENTAÇÕES NAS ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA

Sentar e levantar

Evite cadeiras baixas ou sofás muito flexíveis para sentar. Dê preferência para cadeiras com braços. Sempre que sentar e levantar, afaste as pernas, estique a perna operada para frente e auxilie o movimento com a outra perna e ajuda dos braços.

 

Uso do vaso sanitário

Nas primeiras semanas após a cirurgia, será necessário utilizar elevador de vaso sanitário com apoio para os braços para facilitar sua transferência e promover independência para que não necessite de ajuda. Poderá adaptar o banheiro com barra fixa na parede para maior apoio e segurança. Sempre que sentar e levantar, lembre-se de esticar a perna operada para frente e auxilie o movimento com a outra perna e ajuda dos braços.

 

Caminhada com dispositivo auxiliar de marcha

O objetivo principal nos primeiros dias após a cirurgia será a caminhada. Para os pacientes mais idosos e com mais dificuldade, o dispositivo indicado é o andador, que promove segurança e maior estabilidade. Para os pacientes mais jovens, com força adequada nos braços e melhor equilíbrio, poderão ser indicadas muletas axilares ou canadenses.

A marcha deve ser orientada da seguinte forma: o membro operado deverá dar o primeiro passo e encostar o calcanhar no chão. Em seguida, o dispositivo auxiliar deverá ser levado à frente, colocando força nos braços para que haja um suporte de peso ao passar a perna não operada para frente. Os passos inicialmente deverão ser curtos para que não tenha tensão exagerada. O tempo médio de carga com auxílio de dispositivo varia de 4 a 6 semanas.

A carga média que deverá ser descarregada no membro operado varia de 20 a 30 kg (você poderá treinar descarregando peso sobre uma balança) e em seguida aplicar isso na caminhada.

 

Escadas

Nas primeiras semanas após a cirurgia o ideal é evitar escadas. Se precisar utilizá-las, ao subir o membro que irá ao degrau superior deverá ser o não operado e ao descer, o membro que irá ao degrau inferior deverá ser o operado, protegido pelas muletas ou com pessoas auxiliando a tarefa. A muleta ou bengala deverá acompanhar o movimento da perna operada.

 

Entrar e sair do carro

Nas primeiras semanas após a cirurgia, você deverá utilizar o banco da frente do carro, com o banco reclinado para trás para evitar flexão de quadril acima da linha permitida. Utilize almofada entre as pernas e auxilie o movimento da perna com as mãos para entrar e sair do carro.

 

Posição de dormir

Para dormir, escolha o lado da cama correspondente ao quadril operado. Posicione-se de costas para a cama, apoie os braços e nádegas e utilize travesseiro entre as pernas. Em seguida, incline o tronco para trás e arraste as pernas para a cama com cuidado.

A posição mais indicada nos primeiros dias do período pós-operatório é dormir de barriga para cima com almofada entre as pernas para evitar que uma perna cruze sobre a outra e promova deslocamento da prótese.

A posição de lado poderá ser utilizada, colocando travesseiro entre as pernas para evitar que uma cruze sobre a outra. O quadril operado deverá permanecer para cima, enquanto o lado não operado toca a cama.

 

Posições de risco

Algumas posições do dia a dia poderão forçar a articulação e deslocar a sua prótese. A seguir, apresentamos posições de risco que deverão ser evitadas:

  • Cruzar as pernas
  • Apanhar objetos no chão
  • Girar a perna para fora quando estiver em pé
  • Sentar em cadeiras baixas. Lembrar que cadeira baixa depende da sua altura: de regra, não sentar em locais que sejam mais baixos que a altura do seu joelho.
  • Levantar com as pernas unidas e levar o tronco para frente

Share This